mundus_vini_200x185px_transp.png
  • Instagram Mundus Vini
  • Facebook Mundus Vini

A última fronteira

do vinho

mundus vini prop (1).png

A importadora Mundus Vini foi criada com o objetivo de buscar novidades no mercado de vinho. Desafio enorme para os empresários Marcelo Perini Cerqueira e Celso Antunes da Costa Júnior, uma vez que trazer algo de novo nesse segmento é bem difícil. Praticamente se conhece tudo sobre vinho.

Amigos desde a adolescência, os dois empreendedores não demoraram muito para descobrir o que poderia ser novidade para o mercado de vinho no Brasil.  Após uma viagem de negócios na Rússia, Celso deu um pulo na República da Geórgia, país vizinho, para se encontrar com um cliente.

“O Celso voltou muito animado e contou que os vinhos da Geórgia são os mais antigos do mundo e pouquíssimo conhecidos pelos consumidores no Brasil, até o momento”, conta Marcelo.

Eles entraram em contato com a tradicional vinícola Tbilvino e fecharem um acordo de exclusividade de importação e venda no Brasil. “Os vinhos produzidos na República da Geórgia podem ser considerados a última fronteira dos vinhos a ser explorada”, afirma Celso.

A Tbilvino é uma das maiores e mais bem-sucedidas empresas da Geórgia. Seus produtos são conhecidos, apreciados e confiáveis ​​em mais de 30 países ao redor do mundo. 

 

Enólogos experientes, uma variedade de tipos de uvas locais e uma combinação de técnicas tradicionais com novas tecnologias são o que torna a empresa capaz de oferecer aos amantes do vinho um produto de alta qualidade e uma variedade de escolhas.

A história de Tbilvino remonta ao século passado. Em 1962, foi inaugurada a maior vinícola da Geórgia, que logo conquistou uma posição significativa no mercado e ganhou reconhecimento internacional.

Fonte: Tbilvino . Disponível em: http://tbilvino.ge/en/history/

UntitledPost (7).jpg
A espada para os inimigos e o vinho
para os amigos
IMG_3439.png
IMG_3444.png
IMG_3445.png
kartlis Deda1.jpg

Kartlis Deda, Tbilisi (Geórgia)

Mãe de Kartlis é uma estátua monumental em Tbilisi , que é um dos símbolos da cidade. "Mãe da Geórgia" é um símbolo do caráter nacional da Geórgia : A estátua segura uma taça de vinho em uma das mãos para os convidados e uma espada para os inimigos na outra.

A estátua foi erguida no Monte Sololaki em 1958 para marcar o 1500º aniversário da cidade. De acordo com a decisão inicial, a estátua alegórica de madeira decoraria temporariamente a capital, embora essa decisão tenha sido alterada posteriormente. 

 

Fonte: Georgian Travel Guide. Disponível em:

 https://georgiantravelguide.com/en/kartlis-deda-mother-of-kartli